:@ UNIVERSO DO BEBÊ @:

 

HOME ANUNCIE CLASSIFICADOS MÍDIA CADASTRO CONTATO FACEBOOK
:@ UNIVERSO DO BEBÊ @:
Principal

Google
 

 

 

:: INDICAMOS ::

 Produtos para Bebês

Gestantes Online

 
 

:: GESTAÇÃO ::

Ver imagem em tamanho grande

 

Planejamento

A gravidez

Alimentação Ideal

Calculo Parto

Cálculo Ovulação

Exames Médicos

Exercícios

Mães Famosas

Grávida aos 40

Inseminação

Listas

Maternidades

Mitos X Verdades

Primeiros sintomas

Sexo na gestação

Vida no Ventre

Ultrasonografia

Tabela Chinesa

Tipos de Partos

  Artigos
  Dicas
  Enxoval
  Book Gestante
  Moda Gestante
  Vídeos Legais
  AIDS
  Toxoplasmose
 

:: BEBÊS ::

Amamentação

Bebê alérgico

Altura x Peso

Horóscopo

Mapa Astral

Banho

Brinquedos certos

 Cds/Dvds
 Cadeiras para Auto

Creche e Escola

Primeiros cuidados

Dia a dia

Moda

Escolha o nome

Sono

Alimentação

Desenvolvimento

Vacinação

Artigos

Exercícios

Seguro x Planos

Receitas

Dentinhos

 Vídeos legais
 As viagens

 

:: DECORAÇÃO ::

Artesanato

A moda patchwork

Festa de 1 ano

Lembranças

Tendência

Reciclagem

 

:: NOVIDADES ::

 Brinquedos

 Enxoval

 Decoração

 Roupa íntima

 Moda Bebê

 Dia das Mães

 

:: UTILIDADES ::

Promoções

Desenhos

Joguinhos

Concurso Mensal

Seja Patrocinador

Prêmios

Cantigas de Roda

Cálculo Estatura

Babás

Livros Grátis

Retratos de Bebês

  Envie seu artigo
  Historinhas

Termos de Uso

 

 

Manual da Gestante

Mês a Mês


O encontro do óvulo e do espermatozóide determina o momento da fecundação.

A partir daí, após vencer alguns obstáculos, o espermatozóide penetra no óvulo dando origem ao ovo (ou zigoto). Produto da união de dois seres formando um novo ser, com todas as características geneticamente determinadas (cor dos olhos, cabelos , feições, sexo....) uma nova vida se inicia. Um longo caminho a percorrer até o nascimento. Para alguns pais o tempo parece demorar a passar.

A gravidez tem 280 dias, 10 meses lunares, 40 semanas ou 9 meses solares. Fica mais fácil trabalhar com meses lunares, pois o mês solar tem variações na quantidade de dias (sendo 30, 31 e 28 dias a depender do mês) enquanto o mês lunar tem sempre 28 dias.


1o mês - 4 semanas

Antes de acontecer o atraso menstrual, 6 a 7 dias após a concepção o ovo procura o lugar onde vai se implantar, vai nidar (fazer seu ninho). Encontrando um útero com condições satisfatórias vai se aprofundando progressivamente no tecido uterino, completando o seu ninho. Onde se implantar, aí se desenvolverá a placenta.

Esse momento é muito importante, pois, dependendo da localização da placenta a gravidez pode ter problemas...Exemplo seria uma gravidez nas trompas, inviável, ou nos ovários....Mesmo no útero a escolha do local de nidação deve ser de preferência na região do corpo uterino.

Uma localização baixa, perto do colo poderá levar a sangramentos...

Ao término da 2a semana temos completo o processo de nidação, as vezes com pequeno sangramento, que coincide com o 28o dia do ciclo menstrual e algumas mulheres pensam que estão menstruando! Ainda não ocorreu o atraso da menstruação.

Ao redor da 3a semana começa a se estruturar o que vai ser a placenta e o cordão umbilical e "bolsa das águas." Essas estruturas vão se modificando, passando para a 4a semana com o ovo completo. Formam-se membranas que por processos ricamente elaborados vão envolvendo o ovo formando a membrana que será a bolsa das águas e outra estrutura complexa que será a placenta.


2º mês

Nessa fase algumas mulheres procuram o médico achando que pode estar grávida.

Normalmente pede-se exames para confirmação da gravidez. Uma vez confirmada parte-se para pesquisa com exames pré-natais. Uma bateria de exames é realizada para pesquisar saúde materna e possíveis problemas que possam atingir o bebê. Tipagem de sangue ABO e Rh, Hemograma, pesquisa de diabetes, Sífilis, Toxoplasmose, Rubéola, Hepatite, Hiv 1e2 (com orientação à mamãe), Cultura de urina, Protoparasitológico de fezes.

Em cada consulta pré- natal devem ser avaliados: peso, pressão arterial e altura do útero.

É indicado nesta fase já iniciar vitaminas com ácido fólico, pois está provado que a falta dessa substância, pode levar à mal formação do sistema nervoso e da coluna do bebê. (Não significa que se alguém deixar de tomar ácido fólico vai ter um bebê com esta mal formação com certeza, mas que ajuda à prevenção de tais problemas). O ideal seria estar tomando ácido fólico já antes de engravidar...

Mamãe: temos os seios se preparando para a amamentação, as glândulas mamarias se modificam, os seios crescem, a circulação aumenta, a freqüência urinária também (o útero pressiona a bexiga) e começam as indisposições digestivas, que para algumas mamães se traduzem por náuseas , vômitos, má digestão e salivação excessiva (boca cheia de água). A mulher se torna mais emotiva e mais sonolenta.

Deve-se usar roupas leves confortáveis, sutiãs que sustentem o seios de verdade, usando o tempo todo. Os cremes já devem ser usados para hidratação da pele e prevenção de estrias tendo-se o cuidado de não usar produtos que tenham em sua formulação o ácido retinóico. O mamilo deve começar a ser preparado para a amamentação, com exercícios adequados que o médico pré-natalista pode orientar.

A alimentação deve ser controlada desde então, tendo-se o cuidado de ingerir alimentos ricos em vitaminas, sais minerais, proteínas e moderar carboidrato.

Fracionar em pequenas refeições com intervalos pequenos (mais ou menos de 2/2 horas). O aumento que se espera é de 1Kg por mês, não mais que isso...Não siga conselhos do tipo: -" você deve se alimentar por dois" -"coma! Depois você faz regime..." ou -"aproveita, boba!" Troque idéias com seu médico... Evite comer massas, doces, tomar refrigerantes, produtos enlatados ou com conservantes. Durante os três primeiros meses pode haver perda de peso devido aos vômitos e náuseas e a gestante fica pensando erroneamente que não vai engordar mesmo se abusar da alimentação (quando voltar o apetite). É muito importante ingerir pelo menos 1litro e meio de água diariamente, leite e derivados.

Cólicas fortes nesta fase não combinam! Nem um pouquinho...Caso você sinta dores, elas devem ser comunicadas ao seu médico. Corrimentos podem surgir.. Vão ser adequadamente tratados de acordo com seu tempo, quando realmente forem patológicos, pois há um aumento de secreções sem traduzir doença. (A gestante sente um aumento de fluxo vaginal que incomoda deixando a calcinha úmida e pensa que isto é corrimento).

A higiene deve ser cuidadosa, pois além de saudável a gestante tem no geral aumento dos odores da transpiração( também aumentada) e mais calor. Os cabelos devem ser muito bem cuidados para que não ocorra queda exagerada de fios, mas nunca use tintas ou xampus colorantes, ou produtos com muita química. As unhas ficam mais resistentes devido à alterações hormonais que ocorrem durante a gestação. As gengivas sofrem modificações, podendo apresentar sangramentos e parecem inchadas, é recomendado fazer massagens com os dedos e escovação com escova bem macia.

Podem aparecer na pele do colo, rosto, axila e tórax algumas "verruguinhas" em geral da cor da pele que normalmente desaparecem após o parto.

Arrume-se com capricho, "curtindo" sua gravidez desde os primeiros meses, pois existem estudos provando que todas essas sensações e curtições passam para o bebê desde o começo da gravidez.

Não se esqueça de namorar, lembre-se que seu marido não está grávido... Algumas mulheres ficam com aversão à perfumes nesta fase, algumas até mesmo ao cheiro do marido... Lembre-se que este primeiro "sinal" de mudança de seus gostos passa rápido e logo você volta a usar seus perfumes e querer o maridão por perto, portanto não o afugente, peça à ele para ter paciência com você. Sentir carinho e proteção durante toda a gravidez é o que a mulher sempre sonhou. A mamãe não deve deixar nunca que seu relacionamento esfrie durante a gravidez. Invista nele, preocupe-se com seu companheiro e automaticamente ele cuidará de você e da sua barriguinha. Neste início de gravidez se é irreal para você que nem acredita na gravidez de verdade, imagine para o marido que entra na história meio de espectador.

Surgem os medos. Será que estou grávida mesmo? Será que meu bebê "vai" ser normal? Será que meu marido vai continuar gostando de mim? Vou ficar feia? Será que vou saber cuidar? Será que vou saber educar? (o temor mais comum a todos os casais).

Bebê: Na 5a semana temos um embrião, com olhos, ouvidos, coração, fígado, brotos dos membros superiores e inferiores, e principalmente formação do cérebro. Agora está contido num saco gestacional (isto é existe uma membrana envolvendo o embrião) bem visível e os batimentos cardíacos podem ser vistos ao ultra-som. Tem 1 cm de diâmetro aproximadamente.

Na 6a semana de gestação o saco gestacional tem 2 a 3 cm de comprimento e já se vê um cordão rudimentar.

A fase de embrião está se completando quando atinge 8 semanas , medindo 2,2 a 2,4 cm e sua cabeça é bem mais volumosa que o tronco (metade do comprimento total). Vemos os dedos dos pés e das mãos e ao lado da cabeça o broto das orelhas. Um sistema nervoso primitivo e os órgãos digestivos se formam. Olhos e características faciais são identificáveis. Os órgãos do bebê estão determinados (organogênese) sendo desenvolvidos a cada dia até atingir a maturidade.

O embrião está completo na 9a semana, quando vemos os membros superiores flexionados nos cotovelos, mais compridos que os inferiores, dedos distintos, olhos lateralizados.


3º mês

Mamãe: o útero está acima da pelve, isto é, já se pode palpar o útero na região acima dos pêlos pubianos. A placenta funciona totalmente, sendo responsável pelas trocas de nutrientes entre mãe e feto, circulação e oxigenação. Iniciam as contrações de Braxton-Hicks (são contrações indolores e às vezes não percebidas pela gestante, com a função de preparo e desenvolvimento uterino até o parto) que permanecem durante toda a gravidez, aumentando consideravelmente sua freqüência no final da gravidez.

Bebê: Com 10 semanas de gestação temos o período fetal. Vão acontecer o crescimento e

maturação das estruturas formadas durante o período embrionário. Na 12a semana com 6 a 7 cm de comprimento, começa a ossificação, surgem pêlos e começa a definir os órgãos sexuais.

Lembre-se que o sexo esta determinado desde a fecundação.

Os músculos funcionam. Os rins produzem urina. O líquido amniótico presente, em torno de 50 ml, que vai aumentando com o decorrer da gravidez.

4º mês

Mamãe: modificações nos seios que alcançam seu tamanho máximo, as aréolas escurecem, os bicos dos seios aumentam e aparece o colostro. Os tubérculos de Montgomeri aparecem (estruturas como se fossem pequenos grânulos ao redor do mamilo). Tudo preparando para a amamentação.

Dependendo da sensibilidade de cada um, a mamãe já sente os movimentos.

Além do peso, pressão, altura do útero, pode-se ouvir ao sonar (aparelho próprio para este fim) os batimentos cardíacos do feto.

Bebê: O comprimento cabeça-nádega é de 12 cm. O peso é de 110 gramas. Observamos alongamento dos membros inferiores, os olhos numa posição mais anterior que lateral e as orelhas externas estão próximas da localização definitiva, cabeça ereta. Pode-se determinar o sexo fetal através de exame cuidadoso.

O feto ouve vozes, principalmente da mãe. O cérebro começa decifrar os sentidos como tato, audição. Sente o carinho com massagens sobre o abdômen.

É hora de conversar com seu bebê, de fazer carinho, mesmo ainda com dificuldade para acreditar que tudo isso está acontecendo com você.


5º mês

Mamãe: vemos que o fundo do útero atinge o umbigo. A pele sofre modificações, podendo surgir estrias, a máscara gravídica (manchas no rosto cor de café com leite).

Podem surgir acne, prurido (coceira na pele) e a linha nigra (um escurecimento nítido de uma linha divisória no abdômen passando pelo umbigo). Agora, a maioria das gestantes sente os movimentos do feto. Movimentos fetais denotam bem estar do bebê.

Sinais que podem acontecer e que devem ser comunicados ao médico: febre, sangramentos (após relações por exemplo), corrimentos, perda de líquidos pela vagina, dores de cabeça, zumbido no ouvido, insônia ou sono exagerado, nervosismo, agressividade, angustia, inchaço, coceiras, dores de estômago, diarréia ou obstipação (intestino preso), queimação de estômago ou que sobe até a garganta, problemas dentários, dor ao urinar ou dor nas costas. De agora em diante, até o final da gravidez o relato de qualquer destes sinais é importantíssimo para seu médico ajudá-la.

Bebê: Observamos cabelos, pêlos, vernix caseoso cobrindo a pele (é como uma gordura bem espessa, tipo sebo que protege a pele do bebê). Vê-se nitidamente o sexo. Surgem os cabelos.

Começam os pontapés!

Peso aproximado de 300 gramas.


6º mês

Mamãe: sente-se mais incomodada pelo tamanho e peso do útero. A coluna vertebral se curva para frente, as articulações pélvicas começam a relaxar para permitir a passagem do bebê no nascimento.

Bebê: Quase todos os sentidos funcionam. Tem tato em toda pele . Chora e quase sorri. Sente gosto e cheiro. Distingue claro e escuro. A audição está totalmente pronta e as vozes lá fora vão habituá-lo à língua.

As pálpebras encontram-se entreabertas, começam aparecer as unhas, a pele é bem rosada, presença de bastante vernix , pelos e sobrancelhas. A pele é enrugada, começando o depósito de gordura sob a pele.

Peso de 630 gramas aproximadamente.


7º mês

Mamãe: o aumento do útero comprime os órgãos digestivos. Há um afrouxamento da musculatura do sistema digestivo levando a prisão de ventre, azia e má digestão. Na consulta deste mês pode-se já começar o exame vaginal para avaliação das condições de dilatação do útero.

Idealmente as consultas devem ser realizadas a cada 3 semanas.

Bebê: feto mede 25 cm de comprimento, a pele é fina e avermelhada. Começa a engordar.

Pode-se ver os pulmões tentando "começar" trabalhar.

As pálpebras piscam, vê luz, chupa dedo e engole. O cérebro e tecido nervoso se desenvolvem mais rapidamente. Nos fetos do sexo masculino os testículos descem.

Em geral os bebês se posicionam de cabeça para baixo.


8º mês

Mamãe: fica com a respiração difícil, devido ao aumento das dimensões uterinas.

Aumenta a freqüência das micções devido ao peso do útero. Os tornozelos começam a inchar devido à pressão do útero sobre os vasos sangüíneos, podendo aparecer hemorróidas e varizes.

Bebê: Ao término da 32a semana o comprimento cabeça-nádega é de 28 cm e o peso de 1.800 gramas aproximadamente. Temos os sistemas respiratórios e digestivos quase completamente

funcionais e começa a se formar depósitos de ferro e outros minerais.

Mais gordura sob a pele é depositada.


9º mês

Mamãe: Ocorre a descida do bebê para a pelve (se encaixa dentro da bacia), as contrações de Braxton-Hicks aumentam tudo preparando para parto. A mulher pode referir pontadas na vagina, como se o bebê estivesse "cutucando", sendo explicado para a mamãe que o que ela sente nada mais é que a compressão pelo feto dentro do útero de fibras nervosas que vão inervar a vagina (lá dentro e não em baixo).

As consultas devem ser semanais.

Bebê: O feto vira para baixo se preparando para o nascimento. As mãos agarram com firmeza. A maior parte do lanugo e vernix começam a desaparecer.

A circunferência da cabeça é praticamente igual ao tórax.

O líquido amniótico atinge seu volume máximo, de 1000ml, normalmente.


10º mês

Mamãe: A gestante já não dorme, há aproximadamente 15 dias. Amigos, parentes, sogra, mãe, irmãs, avós ligam todos os dias para saber se o bebê já nasceu. Vai se criando um clima de ansiedade cada vez maior. A mamãe já não vê a hora de ver a carinha do bebê e o papai tem medo de deixá-la sozinha em casa.

A mãe sente-se incomodada para tomar banho, andar, sentar e até para respirar ou comer.

Está chegando a hora...

Deve-se prestar atenção aos movimentos do bebê. Caso ele não se movimente por mais de 4 horas avise seu médico, para se certificar de que tudo está bem.

A qualquer momento você pode começar a sentir as cólicas, perder água ou algum sinal de sangue. Caso isso aconteça, é hora de ir para a maternidade!

Bebê: O bebê está completamente desenvolvido. O comprimento em geral é de 50cm e o peso de 3000 gramas a 3500 gramas.

Nessa fase o bebê suga, chupa o dedo, mexe a pálpebra, soluça, brinca com o cordão umbilical.

Às vezes também chora. Dorme 16 horas por dia e sonha 65% desse tempo. Demonstra satisfação e aversão sorrindo quando gostou ou fazendo cara feia se não gostou. Aprecia músicas clássicas...

Existem estudos para provar que o bebê sente gostos, tipo doce e amargo que passam para o líquido amniótico, fazendo cara feia quando não gosta.


:@ UNIVERSO DO BEBÊ @:
Visite

 

 

 

 

 

 

:::::::::::::UNIVERSO DO BEBÊ@::::::::::::::

Política de Privacidade e termo de uso

© Todos os direitos reservados a HIGH SOLUTIONS Internet Technologies. Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que as fontes sejam citadas.
© Copyright 2000-2011 HIGH SOLUTIONS Internet Technologies

ATENÇÃO: as informações disponibilizadas neste site e fornecidas através da newsletter do Universo do Bebê têm propósitos educacionais e orientadores, e não representam um substituto para aconselhamento e/ou tratamento médico especializado.

 

Developed By